Hino da Independência

Composto por D. Pedro I, em 1821. Em 1922, Evaristo da Veiga escreveu novos versos, que constituem a letra atual. 

Já podeis, da Pátria filhos, 
Ver contente a mãe gentil; 
Já raiou a liberdade 
No horizonte do Brasil. 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Os grilhões que nos forjava 
Da perfídia astuto ardil... 
Houve mão mais poderosa: 
Zombou deles o Brasil. 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Não temais ímpias falanges, 
Que apresentam face hostil; 
Vossos peitos, vossos braços 
São muralhas do Brasil. 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Parabéns, ó brasileiro, 
Já, com garbo varonil, 
Do universo entre as nações 
Resplandece a do Brasil. 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil.

Com informações do Portal do Governo Brasileiro
http://www.brasil.gov.br/pais/simbolos_hinos/hinos/Letra_indep/

 Escute o Hino da Independência no Youtube:

Hinos oficiais do Brasil

Hino Nacional

28/04/2010 13:47
  Hino Nacional Parte I  Ouviram do Ipiranga as margens plácidas  De um povo heróico o brado retumbante,  E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,  Brilhou no céu da Pátria nesse instante.  Se o penhor dessa igualdade  Conseguimos conquistar com braço...